O minimalismo e seus significados

maio 18, 2016


Cada vez mais pessoas adotam o minimalismo como estilo de vida, mas afinal o que é ser minimalista? De acordo com o The Minimalists, o minimalismo é uma ferramenta para se livrar dos excessos em sua vida com o intuito de focar no que é realmente importante, para que você possa encontrar felicidade, realização e liberdade. Mas porquê quando pesquisamos no WikiPedia por exemplo, o minimalismo é apontado como um movimento estético, que procura utilizar o mínimo de recursos possíveis e ainda assim, fazer com que tenha uma aparência atrativa? Ambos os conceitos são corretos e estão ligados a uma vida minimalista. 

O minimalismo passou a ser tratado como um movimento próprio, iniciando na década de 60 com um grupo de artistas que criavam esculturas e quadros com uma estética limpa, impessoal, com poucas cores e formas, depois o movimento se expandiu para a arquitetura, design, moda, entre outros segmentos. Acredita-se que o minimalismo ampliou seu horizonte para ser utilizado como conceito de vida com pós-modernismo, em contra partida ao consumo exacerbado assim como a propagação da valorização das coisas e objetificação das pessoas criadas pelas empresas. Com isso, algumas pessoas que não se identificavam com esse consumismo inconsciente, passaram a adaptar suas vidas para ter e comprar menos, focando em poder aproveitar os momentos e as pessoas ao seu redor, se tornando minimalistas.


Diferente do que pode se pensar, ser minimalista não é possuir uma certa quantidade de itens e abdicar de qualquer consumo existente. O minimalismo não é um conceito engessado feito para as pessoas se encaixarem nele, e sim ao contrário, o que temos como ideia geral é que um minimalista irá focar seu tempo no que importa e não terá como prioridade ter coisas.
Pode parecer que os conceitos de estética e estilo de vida são diferentes, mas na verdade eles se complementam no sentido que funcionam a partir de utilizar o mínimo de recursos possíveis, ou seja, focando em simplificar e facilitar seja sua vida ou uma obra de arte.

Mais sobre:
What Is Minimalism?
Sobre estereótipos minimalistas
O que o minimalismo me ensinou
Afinal, o que é ter uma vida minimalista?
As relações entre a dinâmica pós-moderna e o consumo minimalista
2 comentários on "O minimalismo e seus significados"
  1. Excelente post. Acredito que a gente deva compreender a essência do minimalismo e aplica-la na nossa vida da maneira que acharmos conveniente. Há tanta regra que as pessoas se assustam e desanimam! :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna, muito obrigada! Desculpa não ter respondido antes, estou ficando meio louca com o tcc, rs
      Concordo o que você falou, eu mesma ficava com medo de me considerar minimalista pois não sou daquelas pessoas que tem tudo com o visual clean sabe? Mas o que importa é a essência mesmo. :)

      Excluir

Colaboradores

Assinatura

Assinatura