Consumismo retratado no cinema

junho 13, 2016
Sei o quão difícil e desafiador mudar pode ser e por isso, procurar referências, novas inspirações e interesses pode muito bem ajudar no processo de descobrimento e ajudar a sair dessa bolha do que é certo ou não criada pela nossa sociedade. Já fiz outro post, onde cito documentários para ajudar a consumir menos e repensar melhor ao fazer decisões. Hoje trago um com referências de filmes que de um modo ou outro me fizeram refletir sobre o consumismo.



- Turista Espacial

A sutileza em que os assuntos são comentados por pessoas do outro planeta me encantam. Mas afinal, porque comemos coisas que nem ao menos são comidas? E porque gastamos nosso tempo com pessoas e atividades que não nos trazem prazer? Muitas outras perguntas ficam na cabeça depois de ver o filme, realmente é daqueles que mudam a vida. 



- Os delírios de Consumo de Becky Bloom

O filme tem como foco o consumo da protagonista e as consequências de seus atos ao gastar pelo prazer da compra. Em uma das cenas, a própria Becky Bloom não faz ideia do que tem no armário e mesmo assim há bastante dificuldade em desapegar dos itens, o que pode parecer um personagem bem caricato, na verdade é a realidade de muitas pessoas. Tem no Netflix.



- Clube da Luta

Talvez o dessa lista mais associado quando falamos em entender nossa sociedade de consumo. Afinal, quem não lembra do Tyler falando: "Temos trabalhos que odiamos para comprar coisas que não precisamos"? Um ensinamento sobre como ter não é ser. Tem no Netflix.



- Amor por Contrato

A propaganda mais efetiva para vender: Felicidade. As empresas sabem disso e utilizam desses recursos para atrair o consumidor. No filme, vemos uma família feliz vivendo o sonho americano. O problema é que essa família feliz não existe e não passa de uma mentira para incentivar as pessoas a  consumirem. Veja aqui (dublado).




- WALL.E

A animação conquistou a todos com o casal WALL.E e EVA, mas ela deixa uma mensagem muito séria: Quanto de lixo a nossa humanidade vai produzir até perceber os danos desse modo de vida? Se continuarmos nesse ritmo, não será distante imaginar que o planeta ficará em condições inabitáveis. Tem no Netflix.
Post Comment
Postar um comentário

Colaboradores

Assinatura

Assinatura