Web-série Sweatshop, nos faz pensar novamente sobre a indústria da moda

setembro 21, 2016

Em 2015, foi difícil fugir do assunto. Por mais que não seja uma surpresa, muitas pessoas principalmente jovens do mundo inteiro ficaram chocados ao assistir a web-série Sweatshop que retratou a vida das pessoas que trabalham em indústrias de fast-fashion. Foram muitos compartilhamentos e reportagens, o assunto realmente ficou no holofote aqui no Brasil, vi muitas pessoas se questionando sobre suas escolhas. 

Se você não viu Sweatshop - Dead Cheap Fashion, tem aqui com legendas em inglês para assistir. 


Com o sucesso que a web-série atingiu, eles decidiram lançar uma segunda temporada, entitulado de Sweatshop - The Hunt for a Living Wage (aqui com legendas em inglês). Dessa vez as 4 jovens norueguesas, Annijor, Frida, Sarah e Lisa vão para Cambojia com a intenção de conhecer as instalações aonde são produzidos peças para a H&M, convite feito pela marca após a má publicidade que a primeira web-série trouxe para eles. Ao longo dos episódios, é mostrado as dificuldades que esses trabalhadores passam para se manterem com o salário que recebem e até mesmo para continuarem com seus empregos, por causa da inconsistência dos contratos. 

Apesar de conhecer teoricamente tudo isso que acontece por trás dessas fábricas, é sempre muito triste saber que esse sistema continua, a falta de transparência que ainda se mantém e mesmo assim consegue atingir lucros maiores a cada ano. Isso só continua pois existe quem o alimente, e diferente do que pode parecer, temos um poder enorme em nossas mãos quando escolhemos o que iremos apoiar como consumidores e eles refletem nossos valores.
2 comentários on "Web-série Sweatshop, nos faz pensar novamente sobre a indústria da moda"

Colaboradores

Assinatura

Assinatura