Sobre o consumismo e a black friday

novembro 24, 2016

O evento que surgiu nos EUA e virou tradição nacional, passou a ser realizado em diversos países, inclusive no Brasil. Não existe dia certo para o Black Friday, já que ele muda de acordo com o ano. A data sempre é na sexta-feira após a quinta da 4ª semana de novembro, dia aonde é comemorado o Ação de Graças (Thanksgiving) nos EUA. 
A origem da Black Friday ainda é incerta, existem diversas teorias sobre o costume (algumas novas, outras mais antigas), atualmente a data é utilizada como forma de impulsionar as vendas em lojas oferecendo ofertas para os consumidores, com o intuito de renovar o estoque para o natal.

O que parecia um modo inocente de conseguir alguns descontos, se tornou catastrófico. Pessoas madrugando em frente de lojas, tumultos e brigas por produtos. Compras são feitas apenas por estarem em promoção, vendedores são obrigados a trabalharem muitas horas a mais, não podendo estar com suas famílias no feriado. Realmente vale a pena passar por tudo isso para comprar um produto que não precisa?
    

É importante também lembrar que não estamos longe dessa situação. Aqui no Brasil, as lojas físicas, e-commerce e todo o mercado está preparado para que esse dia ultrapasse o número de compras dos períodos festivos, é esperado que o faturamento ultrapasse mais de 30% do valor no ano anterior, que foi de R$ 1,6 bilhões.

Minha intenção aqui não é de ser contra ou a favor, mas de fazer uma reflexão sobre esse números, o consumismo e o que significa realmente uma boa oferta. Comprar porque é bonito, legal e o preço está com um 50% de desconto não é um bom negócio, se em momentos antes aquele item não se passava em sua mente, se não tivesse promoção provavelmente o dinheiro estaria com você. Essas ofertas incentivam diretamente o consumo inconsciente, um dos grandes culpados dos problemas (ambientais e sociais) em nossa sociedade contemporânea

Então, antes de comprar nessa black friday, peço que faça um questionamento sobre, pergunte a si mesmo: Realmente preciso disso? Eu posso pagar por isso? Esse produto está alimentando um mercado que explora outras pessoas? Vou utilizar esse item por um longo prazo ou irei esquecer dele?. Dessa forma, você estará mais consciente sobre a produção do item, os recursos utilizados e se realmente ele irá ser útil em sua vida. Não gaste seu dia procurando ofertas, realizando compras desnecessárias ou ficando triste por não poder comprar aquele item em promoção. Aproveite seu dia para ler, ver um filme, passear no parque ou ficar com alguém que goste, aprecie momentos importantes que não precisam de ofertas, descontos e estão disponíveis sem precisar passar o cartão. 

Mais sobre:
Post Comment
Postar um comentário

Colaboradores

Assinatura

Assinatura